Deixem o velhinho brincar
Crítica

Deixem o velhinho brincar

>>>Meu comentário sobre a invasão fonsequiana no último Outlook Fora da realidade Relançamento do primeiro e terceiro livros de contos e do novo romance sugere: reduzir Rubem Fonseca a “escritor realista” é um equívoco Aqueles “Duzentos e vinte e cinco gramas” tiraram toneladas das costas de muito escritor brasileiro. O segundo conto de Os prisioneiros, … Continuar lendo

Filô-cocô
Ensaio

Filô-cocô

Na Vida Simples de dezembro [capa Tambor], a pensata-WC da vez Boca maldita Em tempos de Twitter, quem for profundo e ao mesmo tempo veloz herdará o topo da cadeia alimentar. Para pensar com leveza, sem ser leviano jamais, coma fibras, apanhe um livro, papel e caneta, dê um tempo – e vá para a … Continuar lendo