Ressurreição


A poesia entra no sonho
como um mergulhador em um lago.
A poesia, mais valente que ninguém,
entra e cai
feito bala
em um lago infinito como Loch Ness
ou turvo e infeliz como o lago Balatón.
Contemplá-la desde o fundo:
um mergulhador
inocente
envolto nas penas
da vontade.
A poesia entra no sonho
como um mergulhador morto
no olho de Deus.

Roberto Bolaño, em Los perros románticos

Autor: rbressane

Writer, journalist, editor

2 pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s