Beautiful women are invisible


Quando li Dying animal não me liguei… mas como o professor Kepesh do Ben Kingsley em Elegy parece o Nosferatu… O que faz do enviagrado personagem de Philip Roth uma versão yankee do Drácula, sugando a cubana Penélope até o osso, até quase desaparecer… Se é que algum dia ela existiu, como sugere o amigo de Kepesh, o poeta George O’Hearn [Dennis Hopper]: ‘As mulheres bonitas são invisíveis. Sua beleza as esconde’

Autor: rbressane

Writer, journalist, editor

One thought

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s