Ficção/Poesia

Museu do Futebol

4548438640_463491098e_b

Museu do Futebol

Nenhum replay vale um playground
nem o rock underground vale o subsolo
onde guardo as memórias e as vassouras

No Museu do Futebol os dinossauros
ainda correm orgulhosos sobre a terra
ah sabem de nada inocentes

Pois no subsolo o goleiro pensa em churrasco
o zagueiro masca grama à espera da maca
o artilheiro chora um chifre mas diz que é o sol

Existe uma porta no Museu do Futebol
aberta a um vazio Estádio do Pacaembu
nesta noturna capela ajoelhei e pedi

que reprisassem os melhores momentos
mas só aqueles espalhados
sob o streaming da existência

mais que os replays dos gols da Seleção
quero assistir a uma reprise das migalhas
recolhidas com a faca de plástico do rocambole

— esta migalha de pão era o zagueirão
aqui o goleiro essa o artilheiro o miolo a bola
e só na cozinha eu marcava meus golzinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s