Ficção/Laboratório/Release

Ficção ou não-ficção?

assym

assym

Não é mentira: primeiro de abril abro dois novos cursos-laboratórios no B_arco Ainda dá tempo de se inscrever. Dia primeiro de abril, terça que vem, começo dois novos cursos-laboratórios no B_arco. Dois modos diferentes de encarar a narrativa.

O primeiro, de manhã, é Contos para o Próximo Milênio. É um curso-laboratório que já dei na Oficina de Escrita Criativa, e trouxe narrativas excelentes. O objetivo é que cada participante chegue ao final tendo formatado seu próprio livro de contos.

Criei uma programação baseada nas premissas de Italo Calvino em suas Seis Propostas para o Próximo Milênio: exatidão, rapidez, leveza, visibilidade e multiplicidade (sim, são cinco – ele morreu antes de escrever a última, consistência). A cada aula leio contos de diferentes épocas e literaturas – de Edgar Allan Poe a Marçal Aquino -, relacionando-os às propostas de Calvino e aos aspectos básicos da narrativa breve: personagem, espaço, tempo.

Toda aula tem exercícios a serem praticados em casa. Na aula seguinte, os textos são lidos e discutidos por todos os participantes. Indico o curso a escritores, blogueiros, estudantes de literatura ou quem queira aperfeiçoar a escrita.

Além do próprio livro do Calvino, uma boa literatura de apoio é Como Funciona a Ficção, de James Wood. Como laboratório de ideias, tende a ser um espaço que repercute entre os participantes criatividade, investigação e mergulho neste gênero literário.

Mais informações podem ser obtidas aqui. O segundo curso-laboratório é o de Pós-Jornalismo: Experiências em Não-Ficção e funciona à noite.

Só o filé

Só o filé

Este curso-laboratório dei no semestre passado no B_arco e foi muito divertido. Parto de textos da não-ficção literária – de Joseph Mitchell a David Foster Wallace – para refletir sobre o jornalismo pós-industrial, debater técnicas de escrita, discutir novos ângulos de apreender a realidade, sempre com o apoio da literatura.

Toda aula tem uma parte expositiva e outra participativa, em que são apresentados exercícios – os quais são lidos e debatidos por todos os participantes na aula seguinte. O objetivo é aumentar progressivamente a complexidade e a sofisticação na criação de textos jornalísticos.

O laboratório é indicado a jornalistas, escritores, estudantes de jornalismo e de comunicação. É bastante participativo e tende a se tornar um empolgante espaço de networking e reflexão sobre o jornalismo. Mais informações podem ser obtidas aqui. Espero vocês semana que vem!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s