Impostores do mundo, uni-vos


Uma vez o Mario Bellatin inventou um congresso de escritores mexicanos na França… e levou só dublês. Pessoas que ele treinou durante seis meses, para apresentarem depois as obras de cada escritor com mais autoridade. O que me lembrou certa vez Cadão Volpato se apresentando num congresso de cinema da ECA: “Bonsoir, je suis Jean-Luc Godard“. Evidentemente todo mundo acreditou [USP, né]. Aliás, foi o Cadão quem me mandou o mico acima. Queria ver se fosse com o pobre Vicente Matheus

Autor: rbressane

Writer, journalist, editor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s