Sítio das maravilhas

Minha vida, minha vida, minha venerável,
minha primeira promessa descumprida,
meu primeiro amor desmentido,
teu retorno foi irremediável.

Também tive de conhecer
o que a vida tem de melhor
quando dois copros gozam no ardor
unindo-se para sem fim renascer.

Totalmente dependente,
conheço o terremoto do ser,
a hesitação em morrer,
o sol que fustiga a semente

E o amor, sítio das maravilhas,
onde tudo é dado no momento;
existe no meio do tempo
a possibilidade de uma ilha.

.

Michel Houellebecq, n’A possibilidade de uma ilha

Autor: rbressane

Writer, journalist, editor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s