Freire manda avisar

“JABUTI PARA A MERCEARIA

Amigos, amanhã, quarta à noite, é o dia da entrega do Prêmio Jabuti a mim e à Mercearia São Pedro. Explico: depois da solenidade em que será entregue o cágado para o meu livro Contos Negreiros, lá na Sala São Paulo, partirei para o nosso boteco preferido. Explico de novo: em uma das prateleiras da Mercearia é onde o prêmio vai parar. Entendam: não estou desmerecendo a honraria. Estou dando a ela mais honraria ainda. Estão todos convidados. A cerveja, em estoque limitado, será por minha conta, só para os amigos mais íntimos. Juro que não é brincadeira. Resumindo: o Jabuti vai das minhas mãos direto para as mãos do Marquinhos, dono do bar. Ele que tem agitado o meio literário, publicado revistas, feito infinitos lançamentos, colocará o prêmio no lugar onde toda literatura sempre deve estar. Ao lado dos vinhos, no calor dos pastéis, dentro da algazarra. O Jabuti, pertinho da gente, brindando mais uma cerveja gelada. Valeu, moçada. Até lá. Aviso que só volto aqui na quinta-feira. Vamos que vamos, saravá, aquelabraço e beleza! [Marcelino Freire]”

Autor: rbressane

Writer, journalist, editor

One thought

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s