Terror=tédio

“Quaisquer que tenham sido as outras façanhas do terrorismo na última década, ele sem dúvida trouxe um nítido incremento ao tédio mundial. Não tomava muito tempo formular três perguntas e em seguida respondê-las – cerca de 15 segundos. Mas aquelas perguntas e respostas de tempo morto eram repetidas sem a menor variação centenas de milhares de vezes por dia. Se a operação dos aviões transcorresse conforme o planejado, Muhammad Atta deixaria como legado mais tempo morto, talvez muito mais, em todo o planeta. Era adequado, talvez, e não paradoxal, que o terror também promovesse intensamente o seu contrário mais óbvio. O tédio.”

Martin Amis, no obrigatório “Os últimos dias de Muhammad Atta”, na Piauí do mês.

Autor: rbressane

Writer, journalist, editor

Nenhum pensamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s